Suzano, SLC, Romi e Cyrela dominam Valor aos Acionistas em fev/21; Mosaico destaca-se nos 12 IPOs

Fevereiro/21 foi impressionante para as companhias listadas em Bolsa. O número de empresas analisadas pelos critérios de índice de valor (IViQ) e de gap de valor (GViQ) cresceu para 209 (metodologia ao final deste post). Essa avaliação contempla as 12 novatas Bemobi, Cruzeiro do Sul, CSN Mineração, Eletromidia, Focus Energia, Intelbras, Jalles Machado, Mobly, Mosaico, OceanPact, Orizon e Westwing, que concluíram suas ofertas de ações nesse período. O sumário executivo para os Conselheiros de Administração dessas companhias está disponível aqui para download.


Sete empresas assumiram a liderança na gestão de valor aos acionistas em seus respectivos segmentos de atuação: Suzano, Cyrela, PetroRio, Afya, Banco Inter, Cury e Arezzo. Parabéns Conselheiros!! A planilha com os detalhes de cálculo dos indicadores IViQ e GViQ para todas as 209 empresas está disponível no link planilha de cálculo.

Gráfico Radar

Percentual do Market Cap Potencial e Valor aos Acionistas (26/2/2021)


O comportamento das companhias em termos de adição ou perda de valor aos investidores fica evidenciado nos indicadores IViQ e GViQ (que neutralizam as flutuações gerais de alta e baixa nos preços das ações, e capturam exclusivamente os movimentos relativos).


As companhias-estrela, que possuem o maior Índice de Valor iQ (IViQ) dentre as participantes do seu segmento, encontram-se na linha de 100% do seu market cap potencial para 26/2. As demais companhias estão posicionadas nesse gráfico radar (acima) no percentual em que se encontram do seu potencial de valorização, caso fossem negociadas aos múltiplos das respectivas empresas-estrela.


O gráfico jacaré (abaixo) evidencia os movimentos do GViQ que propiciaram adição ou diminuição de valor aos acionistas no período de análise (fevereiro/21).

Gráfico Jacaré

Adição e Diminuição de Valor aos Acionistas (29/1 a 26/2)

Em termos de redução ou aumento de Gap de Valor iQ (GViQ), as companhias Suzano (+27,8pp), SLC Agrícola (+21,0pp), Romi (+14,5pp), Cyrela (+11,2pp), PetroRio (+10,2pp), Klabin (+9,2pp), Afya (+8,1pp), JBS (+7,6pp), OceanPact (+7,3pp) e Stone (+7,2pp) foram os destaques positivos desse período, enquanto Ultra (-43,0pp), Comgás (-27,3pp), Aura Minerals (-26,2pp), Hapvida (-24,9pp), Mitre (-23,9pp), Intermédica NDame (-21,9pp), Alpargatas (-19,7pp), Focus Energia (-19,3pp), Light (-19,2pp) e Trisul (-19,1pp) foram os destaques negativos de 29/1 a 26/2.


Em fevereiro, cinco empresas merecem destaque pelo crescimento significativo do seu Índice de Valor iQ (IViQ): Banco Pan (+89,1%), Romi (+61,3%), PetroRio (+52,1%), Enauta (+46,0%) e Bemobi (+43,5%). Em termos de crescimento do market cap os destaques positivos foram: Romi (+68,8%), Mosaico (+48,6%), Banco Pan (+47,9%), PetroRio (+42,7%) e Embraer (+39,1%).

Heat Map de Valor e Gaps

Setores que Ganharam/Perderam do Ibov (-4,4%) e Valor a Capturar aos Acionistas (29/2)

Os segmentos que mais ganharam do Ibov (que variou -4,4% no mês de fevereiro) foram

Papel & Celulose (+16,6pp), Tecnologia (+13,8pp), Metais & Mineração (+11,9pp), Agronegócio & Álcool (+5,1pp) e Bancos & Serviços Financeiros (+3,3pp), enquanto os que mais sofreram foram Química & Petroquímica (-7,6pp), Real Estate Econômico (-7,2pp), Vestuário & Caçados (-6,7pp), Seguros (-6,2pp) e Properties & Shoppings (-5,1pp).


Em fevereiro, merecem destaque:

1) Saúde: a Rede D'or manteve-se na liderança desse segmento com o maior IViQ (40,73) em 26/2, uma evolução de +10,4% em relação a 29/1, e com seu market cap crescendo +5,2% (para R$137,2 bilhões), superior +9,5pp em relação à variação do Ibov em fevereiro (-4,4%). As empresas desse segmento que mais perderam em adição de valor aos acionistas relativamente à Rede D'or, e aumentaram os respectivos GViQs em relação a essa empresa-estrela foram Hapvida (-24,9pp), Intermédica NDame (-21,9pp) e Alliar (-10,0pp). Atualmente, não estão no “bolso dos respectivos acionistas” do setor de Saúde um montante de R$71,7 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 24% do total corrente das nove empresas integrantes. O conjunto dessas companhias ganhou +2,9pp em relação ao desempenho do Ibov (-4,4%) no período.

2) Tecnologia: a Locaweb segue na liderança desse setor com o maior IViQ (137,32) em 26/2, uma evolução de +20,5% em relação a 29/1, e com seu market cap expandindo +12,1% (para R$16,9 bilhões), crescimento de +16,5pp em relação à variação do Ibov em fevereiro (-4,4%). Um total de cinco IPOs movimentaram o setor de Tecnologia (Bemobi, Intelbras, Mobly, Mosaico e Westwing), com destaque para a Mosaico, cujo valor de mercado subiu +48,6% em relação ao seu IPO. Atualmente, não estão no “bolso dos respectivos acionistas” do setor de Tecnologia um montante de R$59,4 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 87% do total corrente das 15 empresas integrantes. O conjunto dessas companhias ganhou +13,8pp em relação ao desempenho do Ibov (-4,4%) no período.

3) Água, Tratamento de Resíduos & Ambiental: a Ambipar permaneceu na liderança desse segmento com o maior IViQ (8,44) em 29/2, apesar da sua significativa queda de -17,7% em fevereiro, com impacto no seu market cap que recuou -8,4% (para R$2,6 bilhões), pior em -4,0pp em relação à variação do Ibov (-4,4%). Todas as demais empresas desse segmento evoluíram em relação à Ambipar, em especial a OceanPact e a Orizon, que concluíram seus IPOs. Atualmente, não estão no “bolso dos acionistas” do setor de Água, Tratamento de Resíduos & Ambiental um montante de R$24,9 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 58% do total corrente das seis empresas integrantes. O conjunto dessas companhias perdeu -4,7pp em relação ao desempenho do Ibov (-4,4%) no período.


CONHEÇA MAIS: Metodologia IViQ/GViQ, planilha de cálculo e detalhamento do racional para gestão de Valor aos Acionistas:

1) Baixe aqui a planilha completa com todos os cálculos e gráficos (26/2).


2) Baixe aqui o sumário executivo para conselheiros (26/2).


3) Baixe aqui a apresentação detalhando racional e a metodologia de cálculo do Índice/Gap de Valor (IViQ/GViQ) e do Índice de Reputação Corporativa (IRiQ)


4) Assista ao vídeo com o analista e sócio da Geribá demonstrando como “zerar” o Gap de Valor e qual o racional do preço potencial da ação


Comentários, dúvidas, sugestões, inclusão de empresas? Escreva para a gente!


Até o próximo post.


Rodolfo Zabisky

rodolfo.zabisky@mzgroup.com


Ressalva: os indicadores e gaps aqui apresentados têm por finalidade prover informações ao mercado em geral e não representam recomendações para e/ou solicitações de compra e venda de qualquer valor mobiliário. Eles são baseados unicamente em informações públicas (sites CVM e B3, sites de RI das companhias e sites que disponibilizam estimativas de preço alvo de analistas) estando, portanto, sujeitos a mudanças.

259 visualizações0 comentário

© 2020 MZ Insight - Valor, Reputação e Propósito

Todos os direitos reservados

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter