Usiminas, CSN, Marisa, Stone e Gerdau lideram em Valor aos Acionistas

Atualizado: Jun 1

Mais uma boa semana para o Ibov, que apresentou evolução de 6,4%. No período de 22 a 29/5, as empresas Usiminas, CSN, Marisa, Stone e Gerdau foram destaques positivos pela grande redução dos respectivos Gaps de Valor iQ (GViQ), ou seja, adicionaram mais VALOR aos seus ACIONISTAS. Os segmentos que mais ganharam do Ibov foram saneamento (+13 pp) e educação (+9 pp), enquanto os que mais sofreram foram aviação (-9pp) e agronegócio/etanol (-8pp). A planilha contém o detalhamento de todos os demais segmentos.


O gráfico radar posiciona as 155 empresas (incluindo as estreantes Omega Geração, Springs Global, LOG Commercial Properties, Ferbasa e Fras-le) em 23 setores comparativamente às companhias-estrela (aquelas de maior Índice de Valor iQ – IViQ – que se encontram na linha de 100% do market cap potencial). As companhias estão localizadas em suas respectivas percentagens potenciais de market cap. A planilha completa com todas as empresas, que por motivo de espaço e proximidade do centro do radar não estão visíveis graficamente, contém o detalhamento de todas as 155 empresas.


Gráfico Radar

Percentual do Market Cap Potencial e Valor aos Acionistas (29/5)

O comportamento das companhias em termos de VALOR aos ACIONISTAS, ou seja, os indicadores IViQ e GViQ (que expurgam os movimentos gerais de alta e baixa no preços das ações), possibilitam diversas conclusões importantes, com destaque para:

1) Incorporadoras do Setor Econômico: o IViQ da Tenda cresceu 26% no período e ela ampliou consideravelmente a liderança para as demais três integrantes, como fica evidenciado no aumento do GViQ para a empresa-estrela (Tenda): MRV (13,8 pp), Direcional (4,0 pp) e Rodobens (1,3 pp). Atualmente, não estão no "bolso dos respectivos acionistas" dessas três empresas um montante de R$1,6 bilhão em potencial de capitalização de mercado, um aumento de 89% em relação à posição de 22/5. O conjunto das incorporadoras do setor econômico perdeu (-1,7 pp) em relação ao desempenho do Ibov no período.

2) Papel e Celulose: Klabin e Duratex confirmaram a tendência de crescimento dos respectivos Índices de Valor iQ, e a primeira tornou-se a nova empresa-estrela, deslocando a Suzano que ocupava essa posição desde 20/3. O IViQ da Duratex cresceu 14% para 6,02, e o IViQ da Klabin evoluiu 5% para 7,94, enquanto o IViQ da Suzano recuou 4% para 7,62. tiveram a segunda semana consecutiva de ganhos de valor aos seus acionistas. Atualmente, não estão no "bolso dos acionistas" de Duratex e Suzano um total de R$2,7 bilhões em potencial de capitalização de mercado, um aumento de 12% em relação à posição de 22/5. O setor de papel e celulose ficou aquém (-6,6 pp) do desempenho do Ibov na semana.


3) Mineração e Metais: a Ferbasa estreou no ranking já como empresa-estrela desse segmento (IViQ de 7,32), deslocando a então líder Vale (IViQ de 5,95). Outras duas empresas também ultrapassaram a Vale: Usiminas (IViQ de 6,31) reduziu seu GViQ em significativos 36,7 pp, e a CSN (IViQ de 7,20) diminuiu seu GViQ em também relevantes 24,8 pp. Atualmente, não estão no "bolso dos acionistas" de cinco companhias (Bradespar, CSN, Gerdau, Usiminas e Vale) um valor de R$41,3 bilhões em potencial de capitalização de mercado, uma redução de 35% sobre a posição de 22/5. O setor de mineração e metais superou (+0,6 pp) em relação ao desempenho do Ibov no período.


Heat Map de Valor e Gaps

Setores que Ganharam/Perderam do Ibov e Valor a Capturar aos Acionistas (29/5)

Por último, no gráfico jacaré estão evidenciados os movimentos do GViQ que propiciaram adição ou diminuição de valor aos investidores no período de 22/5 a 29/5. O jacaré de “boca fechada” representa as companhias que adicionaram valor aos seus acionistas. O jacaré de “boca aberta” representa as empresas que diminuíram valor aos acionistas.


Gráfico Jacaré

Adição e Redução de Valor aos Acionistas (22/5 a 29/5)


As companhias Usiminas (+36,7 pp), CSN (+24,8 pp), Marisa (+23,2 pp), Stone (+16,3 pp), Gerdau (+15,5 pp), PetroRio (+13,7 pp), Banco Inter (+11,8 pp), São Carlos (+11,0 pp), Grendene (+11,0 pp), Cyrela (+10,1 pp) foram os destaques positivos dessa semana, enquanto Copasa (-15,3 pp), MRV (-13,8 pp), Sanepar (-12,7 pp), Equatorial (-11,4 pp), OdontoPrev (-4,8 pp), Taesa (-4,6 pp), AES Tietê (-4,6 pp), SLC Agrícola (-4,5 pp), Suzano (-4,1 pp) e Direcional (-4,0 pp) foram os destaques negativos do período.


Conheça mais sobre as atuais empresas-estrelas, vacas leiteiras e pagadoras de dividendos baixando a planilha de cálculo e todos os detalhes do Índice de Valor (IViQ) de 155 companhias agrupadas em 23 setores, assim como os respectivos Gaps de Valor (GViQ), market cap potencial e preço de ação potencial para zeramento do Gap de Valor.

Comentários, dúvidas, sugestões, inclusão de empresas? Escreva para a gente no e-mail ou WhatsApp na assinatura abaixo.


Até a próxima semana.


Rodolfo Zabisky

rodolfo.zabisky@mzgroup.com

+55 (11) 98591-9685


Ressalva: os indicadores e gaps aqui apresentados têm por finalidade prover informações ao mercado em geral e não representam recomendações para e/ou solicitações de compra e venda de qualquer valor mobiliário. Eles são baseados unicamente em informações públicas (sites CVM e B3, sites de RI das companhias e sites que disponibilizam estimativas de preço alvo de analistas) estando, portanto, sujeitos a mudanças.

0 visualização

© 2020 MZ Insight - Valor, Reputação e Propósito

Todos os direitos reservados