Taesa, Pão de Açúcar, Santos Brasil, Sinqia e Positivo dominam Valor aos Acionistas em Março 2021

Atualizado: há 6 dias

Março/21 foi marcado pela evolução do Ibov (+6,0%) e pela diminuição no VIX (-33,6%), índice de volatilidade dos ativos na bolsa, que caiu abaixo dos 20 pontos e abriu a oportunidade para cerca de oito IPOs ainda na janela do 4T20, que se encerra em 28/4.


Nesse mês, sete empresas assumiram a liderança na gestão de valor aos acionistas em seus respectivos segmentos de atuação: EZTec, SLC Agrícola, Duratex, XP, Santos Brasil, Plano & Plano e CCR.

O número de empresas analisadas pelos critérios de índice de valor (IViQ) e de gap de valor (GViQ) cresceu para 210 (metodologia de cálculo e planilha ao final deste post), com a entrada de Assaí e Wiz Seguros. O sumário executivo para os Conselheiros de Administração dessas 210 companhias está disponível aqui para download.

Gráfico Radar

Percentual do Market Cap Potencial e Valor aos Acionistas (31/3/2021)


No gráfico radar (acima), as "companhias-estrela", que possuem o maior Índice de Valor iQ (IViQ) dentre as participantes do seu segmento, encontram-se na linha de 100% do seu market cap potencial para 31/3. As demais companhias estão posicionadas nesse gráfico no percentual em que se encontram do seu potencial de valorização, caso fossem percebidas e negociadas aos múltiplos das respectivas empresas-estrela.


O gráfico jacaré (abaixo) evidencia os movimentos do GViQ que propiciaram adição ou diminuição de valor aos acionistas no período de análise (março/21).

Gráfico Jacaré

Adição e Diminuição de Valor aos Acionistas (março/21)

Em termos de redução ou aumento de Gap de Valor iQ (GViQ), as companhias Taesa (+37,0pp), Santos Brasil (+32,9pp), Sinqia (+31,0pp), Ânima (+28,9pp), Linx (+23,5pp), Mobly (+22,8pp), RaiaDrogasil (+21,3pp), Cosan (+21,2pp), Lavvi (+19,0pp) e Petz (+18,6pp) foram os destaques positivos desse período. As empresas de pior desempenho em março, no tocante à jornada de valor aos acionistas, foram OceanPact (-49,8pp), LOG ComProp (-27,1pp), Vasta (-21,5pp), Sequoia (-16,7pp), Ourofino (-16,7pp), Suzano (-15,5pp), Stone (-15,5pp), HBR Realty (-13,4pp), Orizon (-12,6pp) e Cyrela (-12,2pp).


Nesse mês, cinco empresas merecem destaque pelo crescimento significativo do seu Índice de Valor iQ (IViQ): Positivo (+120,6%), IMC (+110,5%), Pão de Açúcar (+77,0%), Valid (+60,1%) e Lopes (+59,6%). Em termos de crescimento do market cap os destaques positivos foram: Positivo (+53,3%), Pão de Açúcar (+46,7%), Valid (+37,7%), Cosan (+36,5%) e Mahle-Metal Leve (+30,2%).


Heat Map de Valor e Gaps em Março/21

Setores que Ganharam/Perderam do Ibov (+6,0%) e Valor a Capturar aos Acionistas

Os segmentos que mais ganharam do Ibov (que variou +6,0% no mês de fevereiro) foram

Properties & Shoppings (+9,5pp), Concessões & Estacionamentos (+6,2pp), Química & Petroquímica (+5,4pp), Alimentos & Bebidas (+4,5pp) e Vestuário & Caçados (+3,3pp), enquanto os que mais sofreram foram Tecnologia (-17,1pp), Educação (-15,3pp), Papel & Celulose (-11,8pp), Saúde (-10.7pp) e Aviação (-10,2pp).


Em março, merecem destaque os seguintes segmentos:

1) Varejo & Consumo: aa Magalu permaneceu na liderança desse segmento com o maior IViQ (69,04) em 31/3, apesar da sua queda relevante de -31,3% no período, com impacto no seu market cap que recuou -16,3% (para R$131,5 bilhões), pior em -22,3pp em relação à variação do Ibov (+6,0%). Praticamente todas as demais empresas desse segmento evoluíram em relação à Eneva, com exceção da B2W (que teve um impacto ainda mais pronunciado do que a Magalu). Atualmente, não estão no “bolso dos respectivos acionistas” do setor de Varejo & Consumo um montante de R$499,2 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 100% do total corrente das 24 empresas integrantes. O conjunto dessas companhias perdeu -9,9pp em relação ao desempenho do Ibov (+6,0%) no período.

2) Tecnologia: a Locaweb segue na liderança desse setor com o maior IViQ (137,32) em 31/3, apesar da sua queda significativa de -7,3% em relação a 26/2, e com seu market cap reduzindo -20,6% (para R$16,9 bilhões), uma redução de -26,6pp em relação à variação do Ibov (+6,0%) em março. Atualmente, não estão no “bolso dos respectivos acionistas” do setor de Tecnologia um montante de R$38,4 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 61% do total corrente das 15 empresas integrantes. O conjunto dessas companhias perdeu -17,1pp em relação ao desempenho do Ibov (+6,0%) no período.

3) Energia: a Eneva permaneceu na liderança desse segmento com o maior IViQ (18,75) em 31/3, apesar da sua queda de -7,3% em março, com impacto no seu market cap que recuou -1,8% (para R$21,1 bilhões), pior em -7,8pp em relação à variação do Ibov (+6,0%). Praticamente todas as demais empresas desse segmento evoluíram em relação à Eneva, com exceção da Focus Energia (que teve um impacto ainda mais acentuado do que a Eneva). Atualmente, não estão no “bolso dos acionistas” do setor de Energia um montante de R$300,5 bilhões em potencial de valor de mercado, equivalente a 90% do total corrente das 18 empresas integrantes. O conjunto dessas companhias ganhou +1,3pp em relação ao desempenho do Ibov (+6,0%) no período.


METODOLOGIA IViQ/GViQ: Conheça a simplicidade e a transparência dos indicadores de valor "iQ" (IViQ e GViQ), metodologia de cálculo, planilha e detalhamento do racional para Gestão de Valor aos Acionistas:

1) Baixe aqui a planilha completa com todos os cálculos e gráficos (31/3).


2) Baixe aqui o sumário executivo para conselheiros de administração (31/3).


3) Baixe aqui a apresentação detalhando racional e a metodologia de cálculo do Índice/Gap de Valor (IViQ/GViQ) e do Índice de Reputação Corporativa (IRiQ)


4) Assista ao vídeo com o analista e sócio da Geribá demonstrando como “zerar” o Gap de Valor e qual o racional do preço potencial da ação


O relatório de abril/21, tudo indica, deverá incluir outras oito empresas. Sete novatas que estão em roadshow e devem precificar seus IPOs: Caixa Seguridade, Blau Farmacêutica, Allied Tecnologia, CM Hospitalar, Hospital Mater Dei, Hospital Care Caledonian e GPS Participações. E a oitava, DASA, com seu re-IPO.

Comentários, dúvidas, sugestões, inclusão de empresas? Escreva para a gente!


Até o próximo post.


Rodolfo Zabisky

rodolfo.zabisky@mzgroup.com


Ressalva: os indicadores e gaps aqui apresentados têm por finalidade prover informações ao mercado em geral e não representam recomendações para e/ou solicitações de compra e venda de qualquer valor mobiliário. Eles são baseados unicamente em informações públicas (sites CVM e B3, sites de RI das companhias e sites que disponibilizam estimativas de preço alvo de analistas) estando, portanto, sujeitos a mudanças.

© 2020 MZ Insight - Valor, Reputação e Propósito

Todos os direitos reservados

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter